05 – Futuros Escritores.

Quando eu resolvi criar esse blog a quase dois anos e meio a intenção para ele era de conseguir aprimorar um pouco mais a minha escrita que definitivamente tem me ajudado e muito a elaborar a minha história.

Quase onze meses depois do blog ter sido aberto com o nome Capa Adentro, sugerido por um amigo meu, tive que parar por questões que me impediam de seguir escrevendo, como disse na primeira postagem no blog depois do reboot.

Leia Mais: Um Reboot

Neste tempo fiquei matutando alguma ideias que ando tendo sobre os meus livros, quando eu parei de escrever aqui no blog tinha uma ideia de livro chamado As Crônicas de Anima o qual tinha um personagem chamado Pedro que chegava em uma terra chamada Anima em uma passagem de seu orfanato, porém percebi que a história era muito mais complexa do que eu imaginava, então precisei deixar essa história de lado um pouco.

Escutando alguns podcasts por aí como no caso do Jovem Nerd, MRG e Cinema com Rapadura, pode conhecer alguns escritores brasileiros, eram tantos escritores brasileiros que eu nem imaginava que podia realmente existir.

Pessoas como Raphael Draccon, Carolina Munhoz, Eduardo Spohr, Leonel Caldela, André Vianco (esse último é conhecido como o desbravador da literatura fantástica brasileira), Affonso Solano e mais uma galera que tem feito a diferença no nosso dia a dia mostrando que é possível sair escritores brasileiros que saibam escrever boas histórias.

É através da vida dessas pessoa que tentamos nadar contra uma correnteza gigantesca que é ser escritor aqui no Brasil, isso é algo muito complicado, mas o que é fácil nesse país? Até um escritor que tenha um livro ruim aqui nesse país que tenha algum reconhecimento deve receber seus créditos tendo visto à grande dificuldade de chegar até a publicação.

A grande dificuldade que temos em meio a publicação que achamos, como escritores, que nossos livros tem que ser publicados a qualquer custo, uma coisa que o Raphael Draccon, que já esteve dos dois lados como escritor e editor, disse em uma de suas palestras que eu fui é que quando somos escritores achamos que os editores podem ser os piores bichos papões nossos, só que as vezes esquecemos que se o produto que o editor trouxer para sua editora não fizer sucesso ele vai pra rua.

Vendo essa realidade na indústria dos livros posso pensar que publicar um livro no Brasil seria impossível, mas se observarmos dois dos escritores citados acima que são Eduardo Spohr e André Vianco veremos que não é tão impossível assim.

Eduardo Spohr é aquele cara que não aceita um não como resposta tão facilmente, o cara sabia que sua história era boa, o problema era os não que acabava recebendo frequentemente por suas histórias, até que um dia cansou de correr atrás do vento e resolveu lançar A Batalha do Apocalipse junto com seus amigos do Jovem Nerd e hoje Eduardo acumula uma pilha de mais de 600 mil livros vendidos apenas com o seu primeiro livro.

“Mas Silas eu não tenho amigos no Jovem Nerd para lançar meu livro, como que pode ser fácil?” Não disse que seria fácil, disse que não é impossível, outro exemplo que posso dar a você é sobre André Vianco, o nosso escritor de vampiros acabou se tornando uma febre e um pontapé acabou fazendo o cara ir para frente.

Depois de ser mandado embora do seu emprego, pegou toda grana que tinha conseguido na rescisão e aplicou em seu livro, para alguém que já era casado parecia coisa de louco né? E o cara fez dar certo, logo mais conseguiu uma editora e se tornou o maior escritor sobre vampiros do Brasil e um dos maiores do mundo onde seus contos chegam a ser comparados com os de Stephen King.

André Vianco vendeu seus livros de livraria em livraria até conseguir a fama que tem hoje.

Se tivermos uma boa história e acreditarmos realmente que escrever aquilo é possível, sim seremos capazes de escrever um bom livro. Eu particularmente acredito no potencial que minha nova história tem, estou no capítulo seis, vai ser interessante falar um pouco dele aqui pouco a pouco para vocês.

Pode ser que nós não temos amigos famosos como o Eduardo Spohr tem, e isso não tira o crédito do livro dele ser muito, mas muito bom, ou nem precisamos também ir de livraria em livraria para publicarmos nossos livros como o André fez, hoje em dia com a Amazon e a Play Books você consegue publicar seu livro por e-books, ali você poderá medir se seu livro é bom mesmo, se estourar com certeza as editoras vão querer publicar seus livros.

É isso pessoal coloquem as cacholas de vocês para pensar, vocês que tem um universo na mente de vocês ponham isso em palavras para podermos desfrutar de cada novo universo criado, cada universo criado é um experiência nova que você passa da individualidade para um universo compartilhado.

Tem alguma ideia de livro? Comenta aí embaixo, vamos trocando ideias para aprimorar ainda mais os nossos universos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s